O arco de Moro do mangá de Dragon Ball Super revela a maior falha dos Guerreiros Z até o momento

O anime de Dragon Ball Super entrou em hiato após a conclusão do Torneio do Poder, que se encerrou com uma incrível batalha entre as inusitadas forças aliadas do Universo 7 – Goku, Freeza e Androide 17 – contra o possível mortal mais poderoso de todos, Jiren.

Mas o mangá não parou, atualmente cobrindo o arco de Moro, um feiticeiro maligno extremamente poderoso e ancião, que vem ameaçando a vida no Universo 7 por milhões de anos.

E ao contrário da maioria dos vilões e adversários que já vimos anteriormente, Moro não é um guerreiro marcial com um grande poder de luta e sim um mago que utiliza poderes místicos para absorver energia vital. Tendo sua apresentação inicial com um aparência idosa que representava sua idade, Moro já absorveu tanta energia que está em uma forma jovem e poderosa.

O novo vilão também tem o costume de destruir Goku e Vegeta em combate, tendo-os deixado a beira da morte mais de uma vez e forçando os Guerreiros Z a se retirar para treinar e buscar novas habilidades para tentar vencer o vilão antes que ele se torne ainda mais poderoso, já que Moro consegue consumir a energia vital de planetas inteiros de uma vez.

Mas tudo isso é um sinal forte de que Goku, Vegeta e CIA não estão preparados para enfrentar inimigos que não utilizam força física e poder bruto para lutar.

Hit, o guerreiro e matador de aluguel do Universo 6, apresentou um dilema parecido no Torneio de Poder, com sua habilidade de se mover através do tempo que causa uma dificuldade dos Saiyajins a responderem.

Mas se para derrotar Hit os Saiyajins utilizaram as mesmas soluções de sempre – aumentar o poder até o Pulo do Tempo não ser tão efetivo e Goku ser mais rápido que o tempo de alguma forma – essa técnica não vai funcionar com Moro.

Como o vilão pode absorver energia, não importa quão poderosos os protagonistas se tornem ou quais transformações eles atinjam, Moro ainda pode absorver os poderes deles e sairá vitorioso.

Para conseguir vencer Moro, Goku e Vegeta terão que utilizar a cabeça mais do que a força, no que pode ser o arco mais interessante para o desenvolvimento dos personagens desde Cell em Dragon Ball Z.

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Atualmente, a história continua no mangá, além do filme Dragon Ball Super: Broly lançado no começo do ano e também de um novo filme que está em estágio inicial de produção pela Toei.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.