Não Olhe Para Cima – Melhores frases do filme



Com certeza você ficou impactado com as melhores frases de Não Olhe Para Cima, né? A sátira do longa, inclusive, só funciona por causa de seus personagens, que muitas vezes deram declarações fortes e hilárias sobre os acontecimentos do enredo.

A obra da Netflix aborda a chegada de um cometa do tamanho do Monte Everest em direção à Terra – e enquanto isso, cada um dos personagens principais mostra o melhor e o pior da humanidade diante dessa crise.

Com diálogos que podem ser engraçadíssimos, instigantes e desconcertantes, cada personagem tem pelo menos uma citação que resume perfeitamente sua personalidade. Essas citações capturam muitos de seus principais traços de personalidade, seus valores e explicam por que cada personagem reage ao cometa iminente da maneira que reage.

Por isso, que tal conferir, logo abaixo, as melhores frases de Não Olhe Para Cima?

As câmaras criogênicas tiveram 58% de sucesso, o que é muito melhor do que o previsto.”

Quando aqueles que escaparam da destruição da Terra aparecem em um novo planeta mais de 22.000 anos depois, Peter Isherwell anuncia alegremente que as câmaras criogênicas foram 58% mais bem-sucedidas do que ele esperava. Mesmo que essa fala não seja dita até uma cena pós-créditos, ela captura o perigo e a natureza irresponsável do personagem de Isherwell durante todo o filme.

Ele é um dos homens mais ricos do mundo, com recursos abundantes à sua disposição. Quando ele convence o presidente Orlean a cancelar a missão de destruir o cometa, ele coloca as últimas chances de sobrevivência da Terra nas mãos dele e de sua empresa. Ele sabe que a tecnologia de sua empresa é inferior, mas não se importa, mesmo quando isso significa arriscar bilhões de vidas.

De um pedido de casamento a um pequeno experimento científico…

Jack Bremmer está acostumado a manter as coisas leves no Daily Rip. Depois de terminar um segmento com as estrelas pop Riley Bina e DJ Chello, a transição de Bremmer para o próximo assunto mostra que ele não entende a gravidade do que Dr. Mindy e Kate Dibiasaky descobriram, como se um cometa voando em direção à Terra não fosse nada mais do que “um pequeno experimento científico”.

Não apenas Bremmer não entende o que os cientistas descobriram, mas sua postura faz parecer que o pedido de casamento de duas celebridades é mais significativo do que a destruição iminente da Terra. Ele não entende, não tem vontade de entender e tem a intenção de manter as coisas o mais leves e divertidas possível para o programa.

Eu venho de um dinheiro grotesco, mas me afastei dele obtendo três mestrados.”

O enorme privilégio e a personalidade superficial de Brie Evantee a tornam uma pessoa fora do contato com a realidade de várias maneiras. Por isso, ela nunca leva a sério a ameaça do cometa. Também é evidente sua própria falta de autoconsciência e a maneira mesquinha como ela age em seus relacionamentos pessoais.

Quando ela e o Dra. Mindy deveriam estar se conhecendo melhor, Brie compartilha que se livrou da riqueza de sua família obtendo três mestrados. É maravilhoso que ela seja uma pessoa tão educada, mas pagar por três mestrados – provavelmente com o dinheiro de sua família – definitivamente não é a evidência de humildade e independência que ela pensa que é.

Meus pais me criaram como evangélico, e eu os odeio, mas encontrei meu próprio caminho para isso. Meu Próprio Relacionamento.”

O simpático personagem Yule é um rebelde, mas também profundamente religioso e espiritual. A essência de seu personagem é demonstrada através desta frase, pois a rebeldia se manifesta no ódio que ele tem por seus pais, mas sua devoção religiosa também se manifesta quando ele descreve como encontrou seu próprio caminho para isso.

Dado o quão tarde ele entra na história e o fato de que ele não está realmente conectado a nenhum dos personagens, exceto Kate, sua inclusão na cena do jantar na casa de Mindy parece fora de lugar, a princípio. Por outro lado, sua participação parece mais adequada quando ele inesperadamente, mas graciosamente, conduz uma bela oração que captura o espírito humano nos momentos finais da humanidade.

Washington sempre tem que ter um herói.”

O Dr. Teddy Oglethorpe é o cientista do filme que melhor entende a burocracia e os jogos do mundo político. Ele entende o que precisa ser feito se houver realmente uma chance de parar o cometa, mesmo sabendo que muita coisa não faz sentido cientificamente e são frustrantes.

Isso fica mais claro em sua explicação cansada de por que o presidente Orlean tem que enviar uma pessoa como parte da missão para parar o cometa, ao invés de usar tecnologia remota. A tecnologia remota seria mais segura e confiável, mas o Dr. Oglethorpe sabe que Washington precisa ter um herói que seja o rosto da missão para que ela aconteça.

Ela está voltando.”

Jason Orlean é o resultado de uma vida de privilégios excessivos e nepotismo. Ele só é Chefe de Gabinete porque sua mãe é presidente dos Estados Unidos, não por causa de qualquer qualificação que ele tenha. Ele acha que ele e sua mãe são melhores do que todos os outros e, essencialmente, diz isso durante a campanha.

De todas as maneiras, a identidade e o senso de autoestima de Jason dependem de sua mãe. É por isso que, mesmo depois que ela e todos os outros abandonam o prédio onde a missão Bash estava sendo facilitada, ele fica para trás, continuamente dizendo a si mesmo que sua mãe voltará. Sem sua mãe, ele não tem certeza de quem ele é e o que fazer consigo mesmo.

Você está com os adultos agora, Randall.”

A presidente Orlean mostra-se incompetente, mas esta frase revela as motivações por trás de sua incompetência e sua lealdade. Na ocasião, ela repreende o Dr. Mindy depois que ele questiona Peter Isherwell sobre a falta de supervisão científica. Mesmo que ela deva ser a pessoa mais poderosa dos Estados Unidos da América e uma das pessoas mais poderosas do mundo, a presidente Orlean sempre atende primeiro aos desejos de Isherwell.

Sua interação com o Dr. Mindy mostra que ela acredita genuinamente que é isso que os “adultos” fazem. Ela acha que obedecer cegamente aos obscenamente ricos – não importa as consequências – é a coisa “adulta” a fazer, e é assustador saber que esse tipo de pensamento governa as decisões tomadas por muitos indivíduos poderosos no mundo real.

Eu passei por isso de novo e de novo e de novo na minha cabeça e ainda não consigo entender. Ele é um general de três estrelas. Ele trabalha para o Pentágono. Por que ele nos cobraria por lanches grátis?

Enquanto refletia sobre o motivo do General ter cobrado dinheiro dela, Kate Dibiasky faz uma piada hilária que mostra seu caráter e muitos de seus problemas com o mundo ao seu redor. Ainda mais do que o Dr. Mindy e o Dr. Oglethorpe, ela rapidamente fica frustrada e irritada com o comportamento apático, sem sentido e interesseiro em resposta à notícia de que um cometa destruirá a Terra em questão de meses.

A situação dos lanches é um microcosmo disso, pois o General fez algo egoísta e sem sentido e não importa o quanto a inteligente Kate tente entender, isso não pode ser entendido, assim como a maioria das respostas ilógicas e egoístas da sociedade às notícias de uma tragédia que se aproxima rapidamente.

Se não podemos concordar no mínimo que um cometa gigante do tamanho do Monte Everest se lançando em direção à Terra não é uma coisa boa, então o que diabos aconteceu conosco?

A frase do Dr. Mindy “Nós realmente tínhamos tudo, não tínhamos?” é, sem dúvidas, a citação mais impactante em Não Olhe Para Cima, mas há outra frase que resume melhor sua personalidade.

Ele é um homem da ciência, um indivíduo lógico e prático. Ele comunica claramente a ameaça representada pelo cometa, aconselha de modo direto sobre os cursos de ação mais sábios a serem tomados; todos apoiados em evidências científicas e com o apoio da comunidade científica.

No entanto, muitas pessoas ainda insistem em discordar de suas palavras, levando à frustração interminável do Dr. Mindy de que a humanidade chegou a um ponto em que há tanta divisão tóxica que as pessoas nem conseguem concordar e responder adequadamente às verdades mais simples e agir diante de uma crise cataclísmica.

Confira também: